Merecidos parabéns.
Pelo blogue, mas não só: porque não é o blogue que faz o homem, mas o contrário.
zedeportugal a 6 de Maio de 2010 às 11:42

Aquele abraço.
manuel gouveia a 6 de Maio de 2010 às 11:55

Acompanho o Direito de Opinião há cerca de 1 ano e qualquer coisa. Aprecio a tua verticalidade António pese embora, discorde da tua visão demasiado liberal em termos económicos. Mas como refiro em cima aprecio a verticalidade das pessoas e a tua reflecte-se em cada post.

Parabéns pela data e continuação do bom "trabalho", que a vontade e inspiração te acompanhem nos próximos tempos. Abraço!
Renato Seara a 6 de Maio de 2010 às 12:09

Parabéns pelos 3 anos.
Leio com regularidade o seu blog que aprecio bastante. Partilho, em geral, das suas opiniões e gosto do estilo objectivo, conciso.
Um abraço e felicidades
carlos moura carvalho a 6 de Maio de 2010 às 12:29


Querido Amigo, muito obrigada por este espaço.
E por si. Por tudo (merci).
...mas, agora vejo!... e bolo!? Não há bolo?!
ai!...
Margarida a 6 de Maio de 2010 às 13:15

Happy b'day, dude!!! Muitos quantos!!!!
E um dos primeiros leitores lá do Blonde!!!!
Blondewithaphd a 6 de Maio de 2010 às 18:12

força e parabéns.
Daniel João Santos a 6 de Maio de 2010 às 22:41

Leio diariamente o seu blog que aprecio e quase sempre estou de acordo. Parabens e continue sempre...
Manuel Nogueira
nogueira.c@vodafone.pt
Anónimo a 7 de Maio de 2010 às 01:44

Feliz bloganiversário...António..:)))

Porque com a tua visão objetiva, o teu carisma e o espírito político que te caracteriza, chamas as coisas por seu nome e sabes encontrar o ponto exato da realidade

alças a voz nesse grito por justiça, e o amor humano se respira em tuas letras

Que sigas alçando a tua voz e o sentimento para alcançar em conjunto a
harmonia e a medida justa de conviver.

Parabéns pelos 3 anos e que venham muitos outros....

(a)braços,flores,girassóis..(::)
Lampejos a 7 de Maio de 2010 às 03:07

Venho desejar-lhe os meus Parabéns, pelo trabalho que tem vindo a desenvolver neste seu blog, que me é merecedor de todo o respeito e admiração, porque nele está patente uma voz activa e que o António é uma pessoa que cultiva as ideias, e por isso, há em si uma necessidade de as "gritar". Às vezes, mas só às vezes, chega-me a parecer que o António deixa de ser tão imparcial quanto se desejaria, mas eu sei o quanto isso é difícil, se eu mesma luto comigo nesse sentido.
Um abraço de Parabéns e desejos de que a sua actividade neste blog não deixe nunca de continuar!
Milu a 9 de Maio de 2010 às 22:30