La démocratie donne toute sa valeur possible à chaque homme, le socialisme fait de chaque homme un agent, un instrument, un chiffre. - Alexis de Tocqueville
08
Jan 10
publicado por António de Almeida, às 11:56link do post | comentar

   -A política de educação foi dos sectores mais contestados durante a anterior legislatura, tendo contribuído fortemente para a perda de maioria absoluta. Agora com maioria relativa o governo mostrou abertura para o diálogo, conseguindo alcançar em 2 meses um acordo que não conseguira em 4 anos. O PS necessita desesperadamente deste segmento do eleitorado caso a legislatura venha a ser interrompida, como parece ser a estratégia de médio prazo de José Sócrates, procurando então recuperar a maioria perdida.


Conforme sabe, ainda ontem andei a divagar sobre o presente assunto; admito que possa ter sido injusto especialmente com a visada porquanto conseguiu em dois meses o que antes não foi alcançado em dois anos.
Como jurista que sou, estou habituado ao aforismo que por vezes mais vale um mau acordo que uma boa demanda, especialmente nos tempos que correm em que as custas judiciais estão pela hora da morte!
Fica-se, contudo, com a sensação (e a certeza) que o que agora se alcançou já o poderia ter sido se não houvesse tanta irredutibilidade mútua acicatada ainda por cima por ódios de estimação e questões pessoais.
Ferreira Pinto a 8 de Janeiro de 2010 às 12:37

Naaaão! Acho que estás a ser injusto! Foi mesmo o diálogo que funcionou...

Dá para perguntar se não se perderam 4 anos em birras...
manuel gouveia a 8 de Janeiro de 2010 às 13:44

Aplauso! a senhora D. Isabel Alçada conseguiu. Que bom! quanto mais não seja porque uma das inevitáveis conclusões a retirar é que: 1 - a D. Lurdes é/foi uma imbecil; 2 - Sócrates concluiu que é outro mas com oportunidade de rever a atitude; 3 - os sindicatos da função pública, a funnção pública tem infelizmente muita força.

Já agora fico à espera que os sindicatos aproveitando pelo menos a inércia aparecam para a semana que vem a dar uma conferência de imprensa com um caderno reivindicativo exigindo ao governo condições para um maior nível de exigência e trabalho ao nível da instrução dos nossos alunos ou seja a exigirem ao governo e a si próprios que, por exemplo, em cinco anos - até ao 12º ano - a efectiva qualidade técnica e/ou científica, as aptidões dos alunos, serão o inverso do que são agora. Também ao nível educativo quer dizer a exigir que haja forma de terminar com a balbúrdia educacional. Formatando, repondo a autoridade dos professores nas salas de aula, etc...
Abraço
David Oliveira
David Oliveira a 8 de Janeiro de 2010 às 15:23

Foi o acordo possível.
Daniel João Santos a 8 de Janeiro de 2010 às 22:57

mais sobre mim
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
15

18

24



comentários recentes
comunismo=fascismo
Gostam de falar sobre os mamarrachos mas esquecem ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
A Censura anda muito activa nos comentários dos bl...
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
arquivos
links
blogs SAPO