La démocratie donne toute sa valeur possible à chaque homme, le socialisme fait de chaque homme un agent, un instrument, un chiffre. - Alexis de Tocqueville
20
Jul 09
publicado por António de Almeida, às 10:59link do post | comentar

    -Divergências internas na elaboração de listas, estão longe de constituir um exclusivo PS, espectáculo idêntico tem sido proporcionado ao longo dos anos por várias forças políticas, e assim continuará enquanto não se resolver a questão de fundo, na qual ninguém parece verdadeiramente interessado, a criação de círculos uninominais, que reforçariam o prestígio e autonomia dos deputados, aproximando-os dos eleitores, mas afastando-os da liderança dos respectivos partidos, precisamente o que estes querem evitar, ceder o poder. Ao longo dos anos temos ouvido histórias de declarações de renúncia ao mandato, assinadas sem data, como forma de controlar eventuais actos de rebeldia, por parte dos eleitos, para além de polémicas mais recentes, como a discussão sobre a pertença do lugar parlamentar, e substituições sucessivas sem que o cidadão eleitor tenha uma palavra a dizer.

tags:

Concordo com uma solução mais próxima do modelo britânico e que é a apontada aqui. Também gostaria que um dia os deputados fossem submetidos a processos de selecção curriclar a ver se, finalmente, a classe política sai da mediocridade a que nos habituou.
Blondewithaphd a 20 de Julho de 2009 às 12:25

Discordo apenas da selecção curricular, nada tenho a opor que alguém apenas com a escolaridade mínima obrigatória se candidate, e possa ganhar, é um pouco utópico, mas pelo menos que a hipótese exista, uma selecção fará mais sentido se optarmos por 2 câmaras...

Ó não, selecção curricular não tem nada a ver com escolaridade (nem todos somos PhDs, não é?), tem a ver com selecção por mérito. Ó António, já se deu ao trabalho de apreciar o cv que os deputados têm público nas páginas online da AR? Aquilo convence quem? Onde anda o mérito?

Sinceramente vi meia dúzia, numa altura em que fiz pesquisa para um post , à procura de deputadas giras (risos), e fi-lo por mera curiosidade, quando me surgiram nomes menos conhecidos. Pessoalmente preferia selecção nenhuma, com um sistema de primárias nos partidos, e círculos uninominais, sei que abro portas a uma dúzia de populistas, ficam diluídos em 230, sem poder executivo, desinteressam-se, os ganhos seriam evidentes, excepto para as direcções e aparelhos partidários...

Afinal o mal não se esgota no PS, existe esperança para o PSD...
manuel gouveia a 20 de Julho de 2009 às 13:43

Está generalizado, todos têm práticas erradas, legais mas erradas na matéria...

Graças a Deus!

mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





comentários recentes
comunismo=fascismo
Gostam de falar sobre os mamarrachos mas esquecem ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
A Censura anda muito activa nos comentários dos bl...
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
arquivos
links
blogs SAPO