La démocratie donne toute sa valeur possible à chaque homme, le socialisme fait de chaque homme un agent, un instrument, un chiffre. - Alexis de Tocqueville
15
Mai 09
publicado por António de Almeida, às 12:52link do post | comentar

   -Estes números provam a ineficácia da política do governo. Baixar impostos teria tido um resultado imediato no curto prazo, evitando o encerramento de várias PME's, e consequente aumento do desemprego, enquanto o investimento público apenas a médio e longo prazo poderá ser eficaz, as linhas de crédito não conduzem a parte alguma, opções políticas de contratualizar bens ou serviços por ajuste directo, distorcem o mercado e resultam em benefícios apenas para empresas amigas.

tags:

"Baixar impostos teria tido um resultado imediato no curto prazo, evitando o encerramento de várias PME's"

Como pode ter tanta certeza disso que afirma? O pacote Obama entretanto aprovado nos EUA previa uma baixa de impostos para familias e empresas...e meu caro nem por isso as empresas deixaram de fechar!
Conhece de facto algum exemplo que comprove aquilo que acaba de dizer?
Renato Seara a 15 de Maio de 2009 às 13:24

Conhece de facto algum exemplo que comprove aquilo que acaba de dizer?

-Conheço pelo menos quem foi obrigado a reduzir efectivos por diminuir a facturação, com uma redução da TSU eventualmente teria reduzido menos, ou até quem sabe, mantido os postos de trabalho. Também conheço quem não contrate pelos custos com a TSU, e não pelo ordenado. Conheço a economia real, caro Renato Seara. Cumprimentos.

Vivo numa zona em que muitas dessas empresas não aguentaram...
Cristina Ribeiro a 15 de Maio de 2009 às 15:26

E quantas estarão neste momento moribundas?

Devia-se ter apostado também pela via fiscal! Embora o impacto na nossa recuperação só se consiga quando a europa começar a crescer!
manuel gouveia a 15 de Maio de 2009 às 22:12

Começas a acreditar numa descida de impostos? Ainda acabas por te tornar um perigoso neoliberal!

Nem por isso, eu defendo uma baixa de impostos na classe média e não para os lucros das empresas!

Mas as empresas ainda têm lucros?

A GALP, a EDP, a TAP (sempre quando se trata de atribuir os prémios de gestão), a EMEL, a... enfim todas as empresas parasitas que se alimentam do monopólio que detêm e poder discricionário em aumentar os preços junto do consumidor!

Ah! estavas a referir-te às empresas que podem ter lucros sem problemas, os prémios de desempenho saem do resultado operacional, os impostos do bolso do contribuinte. Mais uns argumentos e concordarás que estariam melhor privatizadas, acredito no teu futuro enquanto neoliberal...

O resultado operacional da EDP e PT sai-me duplamente do bolso: como contribuinte e como consumidor! Acorda meu caro, têm estado a contar-te histórias da carochinha!

Estás a dar-me razão, EDP e PT privatizadas já! Ficarás a pagar apenas enquanto consumidor.

Mas será que tu não percebes que o privado só beneficia o consumidor em ambiente de concorrência? E como sabes a EDP e a PT estão em mãos de capitais privados, mas com o monopólio do mercado! A equação privado=bom, que tens na tua cabeça, não é um dogma religioso, é uma falácia!

Em relação à EDP tens razão, não existe concorrência, mas um monopólio, já a PT sofre concorrência, mas tem umas golden share, que permitem uma promiscuidade com o governo.

A PT ao ter ficado com a infra-estrutura de rede falseia qualquer lógica de mercado!

Graças à OPA foi obrigada a separa a rede cobre do cabo, de contrário seria pior. Estás a utilizar o mesmo argumento que utilizo quando defendo o desmantelamento da GALP, com a separção da refinação e distribuição. Repito, devagar estás a aproximar-te dos defensores do livre mercado, o que te afasta do BE.

Deve haver por aí alguma confusão. Embora não fale pelo BE, julgo que estes defendem que onde não funciona o mercado livre deve-se nacionalizar. Na energia, o que não for concorrencial em mercado livre, deve ser nacionalizado.

Mas em Portugal nacionaliza-se o prejuízo e privatiza-se o lucro e depois existe quem insista em ver nisso o mercado livre!

O BE defende de facto as nacionalizações onde o mercado não funciona, eu preferia que ele fosse colocado a funcionar, o que é perfeitamente possível.

O óptimo é inimigo do bom. Mas cada um pode viver nas suas ilusões!

Não são ilusões, mas realidade:

http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1381382&idCanal=57

temos duas soluções, mercado ou nacionalização, prefiro a primeira.

As coisas não são assim tão simples, pois o mercado de que falas, quando tem prejuízo é nacionalizado....

mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






comentários recentes
comunismo=fascismo
Gostam de falar sobre os mamarrachos mas esquecem ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
A Censura anda muito activa nos comentários dos bl...
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
arquivos
links
blogs SAPO