Pela sua actualidade aqui deixo estes versos:

Que o poema seja microfone e fale
uma noite destas de repente às três e tal
para que a lua estoire e o sono estale
e a gente acorde finalmente em Portugal.

(Manuel Alegre)
Jorge C. Reis a 25 de Abril de 2009 às 14:10

Muitos ainda dormem.

Cabo Verde é um exemplo de sucesso, mas como em tudo, mais por mérito próprio do que da descolonização. A descolonização foi só Portugal de forma atabalhoada por-se a par da história, com o nosso habitual atraso e falta de visão.
manuel gouveia a 25 de Abril de 2009 às 15:00

Cabo Verde e São Tomé são casos particulares, mas o desenvolvimento de Cabo Verde é posterior

Sim, Cabo Verde sobre desenvolver-se por mérito próprio, devíamos de aprender com Cabo Verde, em particular, quando recebemos milhões da Europa!

Visite: http://protejainternet.blogspot.com obrigado
protejainternet a 25 de Abril de 2009 às 15:46

Nasci já depois do 25 de Abril, mas como sempre tive uma curiosidade por história e por política estudei, há uns anos, umas coisas sobre o 25 de Abril e percebi que, ao contrário do que muita esquerda quer fazer passar, que aliberdade foi conquistada, ali foi o princípio de uma conquista, que só foi consumada com o 25 de Novembro, quando o país ficou livre de toda e qualquer ditadura. Após isso muitas asneiras foram cometidas, mas apenas por esta liberdade de me exprimir valeu a pena. É hoje porém urgente haver um restauro, um restauro de regime. Acontece que após o 25 de Abril e o 25 de Novembro, o nosso país rumou no caminho de se tornar numa democracia de partidos. Porém, um outro golpe silencioso, substituiu, terminou com a nossa democracia, substituindo-a por uma ditadura dos partidos, uma partidocracia, que importa hoje denunciar e derrubar.
http://atexturadotexto.blogspot.com
Sérgio Bernardo a 25 de Abril de 2009 às 23:15

Concordo com muito do que afirma.