La démocratie donne toute sa valeur possible à chaque homme, le socialisme fait de chaque homme un agent, un instrument, un chiffre. - Alexis de Tocqueville
16
Jan 09
publicado por António de Almeida, às 16:26link do post | comentar

     -Quando a criança foi raptada, enquanto permaneceu sequestrada, privada da companhia do seu pai e até mesmo do seu próprio nome, não me recordo ter ouvido qualquer parecer da Ordem dos Médicos sobre efeitos futuros na criança que todo aquele circo mediático montado nas TV's em programas cor de rosa de apelo à lágrima poderiam vir a causar, agora que o Tribunal ordenou o cumprimento da sentença que já deveria ter sido executada há quatro anos e meio, na altura a pequena Esmeralda não tinha mais de dois anos, logo aparecem os adivinhos da mente alheia profetizando desgraças futuras à pobre criança. Se pretendem ajudar entendam primeiro que as sentenças num Estado de Direito são para cumprir, Portugal ainda não é uma bandalheira onde o rapto possa ser aceite como facto consumado. Baltazar Nunes e Esmeralda Porto são vítimas, queiram ou não!

 

Actualização às 22h55m - A Ordem dos Médicos demarca-se das teorias cabalísticas de alguns profissionais que afinal se representam apenas a si próprios.

tags:

Certo, e do conhecimento geral, é que o pai biológico pediu a regulação do poder paternal. Até aqui me parece tudo muito bem. Agora como mãe pergunto-me, se este senhor, que recusou assumir a paternidade quando a mãe da criança o informou, teria feito um teste de paternidade depois do nascimento da menina para saber se o era ou não??? Cheira-me que não e porquê?. Nunca se importou. A menina poderia ter passado fome, frio e necessidades que ele nunca se chegou à frente. Mas um dia, vem a GNR, obrigá-lo a fazer um teste, determinado pelo Tribunal, e ele vai. Muito bem. Fica a saber que é pai. Muito bem. Pede a guarda. Ainda melhor. Mas, volto a repisar a questão, e se o Tribunal não lhe impusesse o teste? Teria ele, alguma vez, querido saber se a menina era sua? NÃO... A menina poderia, se não fosse o casal a acolhê-la, por caminhos tortos, concordo, mas se calhar foi o melhor que lhe podia ter acontecido. Pelo que percebo foi muito amada. Conseguiriam vocês, com um bebé de ano e meio, com o amor que lhe tinham, dado de boa vontade um dos vossos filhos, mesmo que só de coração??? Duvido muito. Se calhar vale a pena pensar nisto!
Anónimo a 16 de Janeiro de 2009 às 17:42

Toda a história inicial é uma enorme trapalhada, concedo, mas também poderei pensar porque razão a mãe nunca reclamou, e mesmo agora não reclama para si a custódia da criança, apenas procura que Esmeralda não fique com Baltazar, embora hoje até tenha condições para a criar, ao que julgo. Saberemos a história toda? Não pretendo levantar suspeitas, mas...

Parece haver aqui alguma falta de informação.
Ttratava-se de uma prostituta com quem o "rapaz" ia curtindo, a troco de uns euros, momentos de descontracção. Como tal não seria o único a usar o "objecto".
Seria o anónimo a dar como certo a afirmação da mulher?
Se sim, deixe-me que lhe diga, é um ingénuo !
Deveria, isso sim, realçar o facto de Baltazar, após constatar que era de facto o pai, ter assumido sem rodeios a paternidade do filho com uma prostituta.
Saberá por acaso o Anónimo quantos filhos andam por aí que não sabem quem é o pai?
a.leitão a 16 de Janeiro de 2009 às 22:13

António Almeida
Concordo plenamente com o seu ponto de vista que é o meu desde início. A justiça não pode andar a reboque de figuras mediáticas nem as decisões judiciais poderão ser contrariadas por abaixo-assinados. Quando permitirmos que isso aconteça já não teremos mais nenhum degrau para descer na escada da credibilidade judicial.
Mas reportando-nos aos factos desde o início. O pai da Esmeralda teve uma relação esporádica aos 22 anos com uma mulher duma casa de alterne 13 anos mais velha, brasileira e que estava ilegal em Portugal. Não é pois provável que assumisse a gravidez assim mais nem menos. Nenhum homem o faz nessas circunstâncias. O teste de ADN custa mais de 1.500 euros o que é muito dinheiro para quem está desempregado.
Nesta perspectiva e dado que a criança já tinha uma família o tribunal poderia optar por não obrigá-lo a fazer o teste e deixar a criança com o casal que a acolheu. Mas não, foi a GNR a casa buscá-lo para que fizesse o teste. No momento em que soube que a criança era sua filha ele perfilhou-a de imediato . O casal sabia que ele não a dava para adopção. Só lhe restava um caminho: entrar em diálogo sem hostilizar de forma a não criar danos à criança.
Mas não: fecha as portas ao Baltazar, impede-lhe o acesso à filha, foge à justiça.... Estavam preocupados com os superiores interesses da criança ou em ganhar tempo para argumentarem que o tempo decorrido lhes dava legitimidade?
Um homem não é um crápula por querer um filho consigo.
Fico contente com a decisão do tribunal. Á criança desde a altura que soube que era disputada ficaria sempre dividida quer fosse para um lado ou para outro. Espero que as partes se entendam no sentido de minimizarem os inconvenientes para a criança.

Abraço
Silêncio Culpado a 16 de Janeiro de 2009 às 18:07

Totalmente de acordo Lídia.

O problema é so um -o sargento é sobrinho do costa gomes!!!
pedro a 16 de Janeiro de 2009 às 19:38

Está tudo explicado.
Corrupção, tráfico de influências...
a.leitão a 16 de Janeiro de 2009 às 22:21

A única e exclusiva vitima é a criança. Até agora ninguém defendeu realmente a menina.
Daniel Santos a 16 de Janeiro de 2009 às 21:15

Relativamente à 2ª parte do comentário, discordo.
A Juíza que tomou esta última decisão actuou na defesa da menina.
Já imaginou as consequências para a miúda sabendo que tem um pai de facto e que estava a ser "usada" por um pai, dito adoptivo, mas cuja evidência, e tudo leva nesse sentido, entregue pela mãe a troco de "amor" ?
a.leitão a 16 de Janeiro de 2009 às 22:29

Se considera um bom serviço terem demorar quatro ano e meio a ser aplicada uma decisão, então tudo bem.


PF leia com atenção o meu comentário
a.leitão a 16 de Janeiro de 2009 às 22:54

mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





comentários recentes
comunismo=fascismo
Gostam de falar sobre os mamarrachos mas esquecem ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
A Censura anda muito activa nos comentários dos bl...
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
arquivos
links
blogs SAPO