A escumalha passeia-se impune nos milhões e nos Ficheiros Perdidos do BPN, na imposição pura e dura de fardos incomportáveis aos docentes.

Um ovo ou dois e mais uns tomates não definem ninguém nem nos dão o direito de os definir. Fora isso, viva a democracia e a espontaneidade de todos os levantamentos do passado, do presente e do futuro.

Quanto às crianças em arruaça, já estou a imaginá-las por mais tempo nos calabouços em que os assassinos, os corruptos e os ladrões não permanecem de todo nem meio dia.
PALAVROSSAVRVS REX a 13 de Novembro de 2008 às 18:47

Não eram crianças Joshua, nem é preciso ir parar a calabouços para aplicar Justiça.

Aplicar a justiça em Portugal é um eufemismo voltemo-nos para onde quer que nos voltemos.

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres