Mas que raio de mania alguns insistem em querer comparar a escola a empresas, com essa loucura da gestão por objectivos na escola... até parece o retorno aos Planos quinquenais soviéticos que tantos abominaram. Será que eram maus lá, mas aqui já servem?
Carlos Nunes a 29 de Outubro de 2008 às 16:49

Boas...

A Saúde cada vez é menos pública e a Educação seguirá o mesmo caminho.
é pena é que quem "gere" os destinos de cá do "rectângulo" se esqueça que na Constituição Potuguesa se afirma que ambas devam ser tendencialmente públicas e gratuitas, o que cada vez é menos o que acontece.

abr...prof...
NuNo_r a 30 de Outubro de 2008 às 00:37

Nuno, a Constituição fala em tendencialmente gratuita, nada diz quanto a pública ou privada, embora seja legítimo pressupor que gratuita significa pública, embora seja possível privada e concessionada.