La démocratie donne toute sa valeur possible à chaque homme, le socialisme fait de chaque homme un agent, un instrument, un chiffre. - Alexis de Tocqueville
28
Out 08
publicado por António de Almeida, às 10:58link do post | comentar

Alegre defendia já um novo contrato social, com maior papel do Estado, e lembra agora que ultraliberais como Milton Friedman vêm agora pedir a nacionalização da banca japonesa e que o ex-presidente do banco central dos EUA, Alan Greenspan reconheceu que errou.
 

    -Desconheço se o erro pertence ao PÚBLICO ou a Manuel Alegre, mas duvido seriamente que Milton Friedman tenha defendido qualquer nacionalização, o autor de Capitalismo e Liberdade faleceu há quase dois anos.

     -Manuel Alegre defende pelos vistos a regulação da globalização, se exceptuarmos políticas proteccionistas, não percebo como poderá conseguir alcançar tal regulação, ouço falar em nova ordem mundial, Hitler sonhou com uma, Estaline com outra, antes deles Napoleão um pouco mais modesto apenas almejou uma nova ordem europeia, a alternativa à globalização será estados fechados sobre si próprios, e novos conflitos armados. A abertura de fronteiras e o livre comércio permitiram décadas de paz e prosperidade sem paralelo na História da Humanidade. A actual crise internacional será ultrapassada, mas não me parece que o socialismo seja a opção mais desejável.

tags:

Concedo que pode ter razão quando diz que a alternativa seria a de se avançar novamente para a chamada economia fechada, mas também penso que seria óptimo que se encontrasse um ponto de equilíbrio, uma fórmula que permitisse despir o socialismo de alguns dos seus atavismos e vestir o capitalismo com as vestes sobrantes.
Isso chama-se o quê? Não sei; Isso existe? Presumo que não!
Bem sei que nós aqui discordamos mas não é possível permitir que tendo-se avançado desbragadamente nos EUA, por exemplo, seja crescente o número de pessoas a viverem em carros, a pedirem ajuda e por aí fora.
O assistencialismo sem regras é pernicioso, concedo, mas não se pode pedir que a alternativa seja o salve-se quem puder.
E até o próprio António terá de conceder que, defendendo-se a sua tese até ao limite, enquanto não se atinge a utopia da sociedade lliberal na economia e onde as leis do mercado funcionam a cem por cento, é necessário acorrer Às situações dos que ficam para trás,
É que qualquer utopia comporta perigos e baixas e neste caso falamos de milhões!
Ferreira-Pinto a 28 de Outubro de 2008 às 11:50

-Concordo com o meu amigo sem hesitações, o liberalismo enquanto tal não existe, nem nunca existiu em parte alguma do mundo, o que existiu na URSS nunca foi bem socialismo, as doutrinas nunca são aplicadas a 100%. Resolver problemas de pessoas? Mas claro que sim, o problema é mesmo a maneira de consegui-lo, a fórmula perfeita que obviamente ninguém possui.

Não concedas tanto. Todos os regimes, para nos fazerem felizes e não serem as bestas atrevidas em que a pouco e pouco se vão transformando, terão de hibridos, com um pouco de socialismo e uma pitada de liberalismo, o que, para abreviar daria lugar a uma espécie de boneco amestiçado: um que aparentaria a tua careca com óculos escuros encaixada nas pernas esgrouviadas do António.

Um Frankenstein metrossexual, portanto.

O único regime que respeito é a Democracia, o valor supremo em que acredito a liberdade. A partir daqui encontro defeitos em todos os países, o facto de existirem imperfeições não impede que tenhamos uma noção de perfeição, e procurar caminhar em sua direcção mesmo sabendo que será inatingivel.

António, era apenas uma nótula de humor dirigida para as concessões do nosso Tatantino.

Boas António

Não sei se a solução será mais estado , penso que passa por ser melhor estado, com um controlo mais rigoroso e mais efectivo de quem na realidade mais precisa de apoio desse mesmo estado.

Um abraço
Joy
JOy a 28 de Outubro de 2008 às 12:18

-Sempre pensei que menos estado é melhor estado, mas tudo isso são chavões, a eficiência é importante, em qualquer caso o problema é global e não tem resolução fácil.

Caro antónio ,
A menos que MA se esteja a referir ao Socialismo do Século XXI de Hugo Chavez .
Bruno - Planetas a 28 de Outubro de 2008 às 16:07

Manuel Alegre não sabe a que se refere, aliás a esquerda anda totalmente à deriva, precisamente por não saber que propor. A direita não anda muito melhor diga-se em abono da verdade, por estes tempos assisti George W. Bush a defender a intervenção na economia, ainda que muito tenha contribuído para a sua fragilidade nunca esperei ver tal.

Joshua, meu caro, a vida é feita de transigências. Obviamente que daquelas onde não tenhamos de nos colocar de cócoras ou de renegar princípios.
Daí a concessão que fiz ao António de Almeida.

Tu, meu lerdo, ven-nos agora apodar aos dois de Metrossexual Frankenstein ou lá que escreveste ... logo tu, meu REX extinto! .)
Mas diz lá, que modelo nos pregas pois então?
Ferreira-Pinto a 28 de Outubro de 2008 às 17:22

Pois eu também considero que o socalismo tipo soviético não é a solução, mas acho também que algum esforço sério terá que ser feito para que este tipo de capitalismo em que sobrevivemos nãp possa causar outro descalabro como o presente.
Fique bem, meu caro.
São Banza a 28 de Outubro de 2008 às 18:23

essa das décadas de paz e prosperidade não será um pouco exagerado ?

Tiago R Cardoso a 28 de Outubro de 2008 às 19:27

-6 décadas desde a II guerra mundial

Achas mesmo que houve paz e prosperidade?


-Basta analisares todos os indicadores económicos, neste momento tudo está posto em causa, a Europa, EUA, China, Japão, India , Austrália ou Rússia estão hoje irreconheciveis quando comparados a 1950 por exemplo. Qual será a percentagem da Humanidade representada?

Paz prosperidade, quando a riqueza mundial está confinada em poucos países...


-Contabilizas o número de países? Prefiro contabilizar o número de seres Humanos. Sim, paz e prosperidade, embora te conceda que falta muito caminho a percorrer, mas terás de reconhecer que muito foi conseguido, apesar de tudo o que possas apontar, por muitas razões que possas invocar.

mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





comentários recentes
comunismo=fascismo
Gostam de falar sobre os mamarrachos mas esquecem ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
A Censura anda muito activa nos comentários dos bl...
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
arquivos
links
blogs SAPO