La démocratie donne toute sa valeur possible à chaque homme, le socialisme fait de chaque homme un agent, un instrument, un chiffre. - Alexis de Tocqueville
09
Out 08
publicado por António de Almeida, às 19:22link do post | comentar | ver comentários (13)

     -O Magalhães ao que parece ainda não começou a dar lucros a Portugal, anunciaram-se intenções de compra por parte de terceiros países, que não passaram disso mesmo, intenções. Em matéria de anúncios e propaganda o governo não recebe lições de quem quer que seja, mas já começa a apresentar os primeiras sinais que a factura será passada aos contribuintes, transferindo para as autarquias os custos com modems e serviço de internet. Chama-se a isto eleitoralismo com o dinheiro dos outros.


publicado por António de Almeida, às 12:23link do post | comentar | ver comentários (3)

      -Ao contrário do que muitos julgam, não é o BCE a fixar o valor da Euribor. Com ausência de dinheiro disponível para emprestar entre instituições financeiras, o resultado é o mesmo sempre que escasseia um produto, o valor sobe. Assim sendo, a descida das taxas directoras ontem anunciada pelos Bancos Centrais, ainda que positiva, chega tarde, porque dela resulta um efeito nulo, excepto se se o BCE e a Reserva Federal resolverem injectar dinheiro no mercado, mas aí a consequência será a desvalorização das moedas.

tags:

publicado por António de Almeida, às 10:50link do post | comentar

     -As medidas ontem anunciadas pelo primeiro-ministro como auxílio à economia, são na sua maioria ineficazes, desde logo a baixa de IRC, que apenas entrará em vigor em 2009, produzindo efeitos reais em 2010, muitas empresas actualmente em dificuldades já terão por essa altura certamente encerrado portas. Segundo a DGCI, apenas 36% das empresas pagaram efectivamente IRC em 2006, porque as restantes não apresentaram rendimento colectável, pode-se argumentar que existe alguma economia paralela e evasão fiscal, mas não deixa de ser verdade que também existe muita dificuldade em cumprir com todas as obrigações fiscais, desde o IVA, frequentemente antes do recebimento do pagamento, ao PEC. A única que poderá ter alguma eficácia será a linha de crédito PME Invest II, destinada ao investimento, mas que não liberta da asfixia qualquer empresa em dificuldades. Ajuda seria sim alterar o PEC, e passar a cobrar IVA sobre recibo, à semelhança do que já acontece noutros países, mas nem quando a factura é emitida ao estado, o governo aceita alterar tal procedimento, embora saiba que não existiria qualquer perigo de evasão fiscal nessa circunstância, para lá de ser totalmente injusto entregar ao estado uma verba sobre uma factura que o próprio estado não liquidou a tempo e horas.

tags:

mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





comentários recentes
comunismo=fascismo
Gostam de falar sobre os mamarrachos mas esquecem ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
A Censura anda muito activa nos comentários dos bl...
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
arquivos
links
subscrever feeds
blogs SAPO