La démocratie donne toute sa valeur possible à chaque homme, le socialisme fait de chaque homme un agent, un instrument, un chiffre. - Alexis de Tocqueville
28
Mai 10
publicado por António de Almeida, às 10:50link do post | comentar | ver comentários (6)

-Que o PSD pondera apresentar na Assembleia da República a consequente moção de censura? Ou que mais uma vez os cães ladram enquanto a caravana passa?

tags:

13
Mai 10
publicado por António de Almeida, às 13:03link do post | comentar | ver comentários (7)

-José Sócrates garantiu na passada 6ª feira no Parlamento que não iria aumentar impostos. Sábado em Bruxelas terá levado um puxão de orelhas do cartel que dirige a U.E., que o leva em menos de uma semana a propor um brutal e generalizado aumento da carga fiscal. O líder da oposição, Pedro Passos Coelho, terá muito provavelmente recebido também ordens de Bruxelas, porque passou a comportar-se como Vice Primeiro-Ministro informal no governo do bloco central, apenas não tomando assento no Conselho de Ministros. Quem pretender um rumo diferente para Portugal terá de fazer agora oposição a ambos os partidos.

tags: ,

10
Abr 10
publicado por António de Almeida, às 09:49link do post | comentar | ver comentários (3)

-É comum ouvir dizer que Pedro Passos Coelho fez bem o trabalho de casa, se preparou ao longo dos últimos anos para liderar o PSD e governar o país. Ainda não ouvi o discurso de encerramento, mas ontem avançou com a intenção, no mínimo mal explicada, de propor a criação de mais um órgão ou comissão, cujas competências me pareceram ir chocar com o Conselho de Estado. Se algo Portugal dispensa é mais burocracia, comissões, institutos e afins, verdadeiros sorvedouros de dinheiros públicos onde alguns boys encontram albergue, há mais de três de décadas que o país vem sendo pensado, estudado, analisado ao detalhe, precisamos sim de propostas concretas que agilizem procedimentos, colocando o Estado a funcionar com os meios que já tem à sua disposição. Já o PSD pode aproveitar para rever os estatutos e clarificar de uma vez por todas aos portugueses se pretende um caminho mais liberal, a social-democracia ou qualquer outro, porque a confusão ideológica reina por ali há muitos anos.

tags:

27
Mar 10
publicado por António de Almeida, às 12:19link do post | comentar | ver comentários (9)

-Os militantes do PSD perceberam que Paulo Rangel não protagonizava qualquer ruptura, pelo contrário, a palavra era até algo incompatível com a presença a seu lado dos rostos da direcção cessante, para além dos apoios mais ou menos óbvios recebidos do inquilino do Palácio de Belém e do Presidente da Comissão Europeia, também eles sem grande motivo para sorrir, porque de certa forma o resultado também expressa algum afastamento do partido à sua influência. Mas a esmagadora vitória de Pedro Passos Coelho representa em primeiro lugar uma derrota da estratégia seguida nos últimos dois anos por Manuela Ferreira Leite. A exclusão de adversários nas listas de candidatos a deputados, a teimosia em permanecer no cargo após o desaire eleitoral nas legislativas, a viabilização pela abstenção na votação do O.E. e já esta semana do PEC, foram claramente rejeitadas pelas bases do partido, que querem uma mudança efectiva e não apenas retórica. Fica também evidente que o PSD Madeira é um partido completamente autónomo, o único círculo onde Paulo Rangel venceu e logo com 87 por cento dos votos. A conclusão a retirar é que Alberto João Jardim pode ser dono dos votos do partido na região, mas sai também derrotado, porque se tornou irrelevante no país. A bola fica agora no campo de Pedro Passos Coelho, ontem ganhou o partido, mas é preciso a partir conquistar a confiança dos portugueses,  construir uma alternativa credível ao governo do Partido Socialista, sob pena de ser apenas mais um líder que alcançou o poder no PSD.

tags:

26
Mar 10
publicado por António de Almeida, às 11:19link do post | comentar | ver comentários (2)

-O PSD vai hoje a votos escolher a liderança. Votei várias vezes no partido, a última das quais em 2002, a promessa não cumprida do choque fiscal somada ao abandono de Durão Barroso para dirigir a Comissão Europeia, levaram-me de então para cá a procurar outras paragens na hora de depositar o boletim de voto na urna, em boa hora o fiz, porque o PSD tem faltado sucessivamente aos compromissos assumidos com os eleitores, se dúvidas existissem ontem foi dado mais um exemplo com a viabilização do PEC. Mas não fico naturalmente indiferente às eleições directas, até porque voltar a votar PSD será sempre uma possibilidade em aberto, dependerá da análise que conscientemente farei em cada momento, analisando os três candidatos mais fortes à liderança, sem apoiar alguém em particular, digo apenas que jamais entregarei o meu voto a quem afirma não existir ética na política, afirma e coloca em prática diga-se, a forma como avançou para a candidatura desrespeitando o acordo de cavalheiros que mantinha com o líder parlamentar é disso exemplo. Pode haver quem se entusiasme com uma retórica trauliteira de conteúdo oco, mas certamente não serei a rever-me no estilo.

tags:

25
Mar 10
publicado por António de Almeida, às 13:13link do post | comentar | ver comentários (4)

-Por mais barulho que os cães possam ter feito ao ladrar, a caravana seguiu sempre caminho. Nos momentos difíceis o PS contou sempre com o PSD, agora no PEC como antes no Orçamento, mesmo dando o dito por não dito, desrespeitando a palavra dada aos eleitores, cumprir promessas eleitorais nunca foi o forte dos sociais-democratas, algo me diz que Manuela Ferreira Leite deixará mais saudade no Largo do Rato que na Lapa.

tags:

16
Mar 10
publicado por António de Almeida, às 11:20link do post | comentar | ver comentários (7)

   -Sobre a Lei da rolha aprovada no último Congresso do PSD já muito foi dito e escrito, eu próprio publiquei um post sobre o assunto logo no Domingo. Mas há um ponto, o único, em que tenho de conceder alguma razão a Santana Lopes, os candidatos à liderança estavam na sala, as principais figuras do partido, idem, ninguém ergueu a voz a alertar para o perigo que a aprovação da norma representaria. Uma vez fora do recinto, mal se aperceberam dos holofotes, cada um procura contestar mais que o outro. É caso para perguntar, afinal quem votou? Infiltrados?

tags:

14
Mar 10
publicado por António de Almeida, às 18:43link do post | comentar | ver comentários (5)

 

    -O Congresso do PSD serviu apenas para os candidatos à liderança aumentarem a visibilidade perante os militantes, aproveitando a ocasião para um comício tripartido, transmitido pelas televisões. As propostas de alterações aos estatutos do partido foram rejeitadas, incluindo a mais importante que previa a realização de segunda volta sempre que o vencedor da eleição directa não obtivesse maioria absoluta, todas menos uma, ficou aprovada a lei da rolha, proposta por Pedro Santana Lopes com a concordância de Manuela Ferreira Leite, que prevê sanções aos militantes que discordarem do Kim Il líder de serviço nos 60 dias imediatamente anteriores a qualquer acto eleitoral...

tags:

publicado por António de Almeida, às 14:35link do post | comentar | ver comentários (1)

    -Alberto João Jardim discursando no Congresso, definiu-se ontem como Keynesiano, defensor da intervenção do Estado na economia, recordando-me uma das principais razões porque deixei de votar PSD há já algum tempo. O facto de apoiar Paulo Rangel é significativo...

tags:

13
Mar 10
publicado por António de Almeida, às 12:09link do post | comentar | ver comentários (2)

    -A marcação do Congresso do PSD antes das directas tinha um objectivo, promover um golpe de teatro que possibilitasse a Cristo descer à Terra, impedindo Pedro Passos Coelho de ser o próximo presidente do PSD. No entanto alguma hesitação, avanças tu, avanço eu, enquanto era esperado o D. Sebastião que não chegou, levou a que surgissem dois candidatos da área da actual direcção, Paulo Rangel e Aguiar-Branco. Apesar dos debates terem corrido melhor ao actual líder parlamentar e vice-presidente do partido, as coisas são o que são, entre ambos Paulo Rangel está muito à frente nas preferências dos militantes e eleitores, mas ainda assim atrás do principal adversário, deixando à vista o que já todos sabíamos, o PSD está dividido ao meio, uma questão que mais tarde ou mais cedo terá de ser resolvida, é preferível um divórcio amigável ao conflito permanente. Se Passos Coelho vier a vencer as directas, como se afigura hoje provável, o mais certo será assistirmos a uma marcação cerrada dos que tudo tentaram para que o desfecho fosse outro, precisamente os principais responsáveis pela actual situação, pela estratégia inacreditável que conceberam, repleta de erros, da asfixia democrática à verdade, passando pelas purgas, apresentando a Madeira como exemplo de liberdade e incluindo nas listas pessoas acusadas de práticas menos claras. Para cúmulo nem sequer demonstraram humildade democrática, aceitando o resultado das legislativas, colocando o lugar à disposição dos militantes, com a desculpa do O.E., onde se abstiveram sem apresentar grandes propostas de alteração, protelaram o mais possível a saída, demonstrando apego ao poder e destilando ódio sobre os adversários políticos, internos e externos. 

tags:

03
Mar 10
publicado por António de Almeida, às 11:53link do post | comentar | ver comentários (11)

  -Seria inevitável os militantes do PSD livrarem-se da tutela de barões e notáveis, que remeteram o partido para a oposição durante a última década e meia, com um breve interregno de dois anos. Para cúmulo a chamada boa moeda, apesar da verdade e credibilidade que não se cansou de apregoar, ficou nas últimas legislativas reduzida à mesma expressão eleitoral que Santana Lopes em 2005, apesar deste ter travado um combate eleitoral em condições bem mais adversas. Salvo algum deslize de última hora, o que constituiria enorme surpresa, Pedro Passos Coelho será o senhor que se segue na Rua de S. Caetano. Seguro no debate com Paulo Rangel, prepara-se para conquistar o Congresso e vencer as directas. Não pretendo analisar aqui o programa do mais que provável líder do PSD, mas destaco pelo positiva algumas propostas de privatização de empresas públicas, entre as quais um sorvedouro de dinheiro do contribuinte, chamado RTP e também algum distanciamento de Belém. Pela negativa, não percebo o rumo programático a seguir, umas vezes mais liberal, outras próximo da social-democracia, demasiado para meu gosto, mas alguns apoios de autarcas terão certamente um preço a pagar e não será certamente encolhendo o Estado como o país necessita, porque o PSD sempre foi um partido, tal como o PS, que encontrou na coisa pública múltiplas possibilidades de conquistar o aparelho, oferecendo empregos aos militantes.

tags:

26
Fev 10
publicado por António de Almeida, às 00:57link do post | comentar | ver comentários (8)

  -Já estamos habituados à falta de palavra do PSD. Este é o partido que nos prometeu um choque fiscal em 2002, mas chegado ao governo aumentou impostos. Este é o partido que votou em Dezembro passado o fim do inenarrável PEC, mas afinal era apenas para enganar uma vez mais os portugueses. Este é o partido em que deixei de votar, e assim tenciono continuar, não gosto de quem falta à palavra. Deve ser a isto que chamavam política de verdade, pois!..

tags:

11
Fev 10
publicado por António de Almeida, às 11:50link do post | comentar | ver comentários (10)

   -O lema de Paulo Rangel bem poderia ser, "na política como no futebol, o que hoje é verdade, amanhã é mentira". Após ter classificado de intriga política a especulação sobre uma eventual candidatura à liderança do PSD, a verdade é que o eurodeputado se prepara para deixar o cargo para que foi eleito há poucos meses, após ter garantido aos portugueses que não o iria fazer. Talvez  tenha ficado convencido após conversar em Bruxelas com algum especialista na arte de abandonar o barco...

tags:

10
Fev 10
publicado por António de Almeida, às 17:06link do post | comentar | ver comentários (9)

   -Começo por afirmar que não sou filiado no PSD, pelo que entendo ser a escolha do líder um assunto interno do partido, que interessa em primeiro lugar aos seus militantes. Votei no entanto PSD na maioria dos actos eleitorais desde que atingi a maioridade, ainda que não o faça desde 2002, por várias razões que vão desde o incumprimento da promessa do choque fiscal à recente purga nas listas de candidatos a deputados, passando pelas trapalhadas governativas. Como potencial eleitor não me é obviamente indiferente quem lidera o partido. Paulo Rangel não me entusiasma de todo, já não votei nele nas europeias por se ter declarado um europeísta convicto, recusar qualquer conotação liberal e sofrer amnésia quanto ao facto de ter militado noutro partido. Agora dá a cara pela facção entrincheirada no bunker em redor da actual liderança, cujo único desígnio parece ser afastar Pedro Passos Coelho, tarefa para a qual desconfiam da capacidade de Aguiar Branco, que se vinha preparando, mas agora é pouco provável que avance.

tags:

26
Nov 09
publicado por António de Almeida, às 11:20link do post | comentar | ver comentários (8)

   -Jorge Bacelar Gouveia foi cabeça de lista pelo PSD no círculo de Faro, tendo sido eleito deputado faz amanhã 2 meses. Desconheço como irá conseguir tempo que lhe permita conciliar o necessário trabalho político a realizar junto dos eleitores no Distrito que o elegeu, com a liderança da Distrital de Lisboa do PSD, a que se candidata, caso vença o actual presidente Carlos Carreiras, para em nome da verdade combater o que classificou de práticas pouco sãs de votos combinados e de sindicatos de voto. Entre os seus principais apoiantes estão António Preto, Helena Lopes da Costa e José Pacheco Pereira.

tags:

02
Nov 09
publicado por António de Almeida, às 09:08link do post | comentar | ver comentários (11)

  

    -Marcelo Rebelo de Sousa recusa, pelo menos para já, ser o candidato da facção afecta à actual liderança do PSD contra Pedro Passos Coelho. No entanto como sabemos Cristo poderá descer à Terra, mas se tal não acontecer deixará alguns barões e pseudo-elites em maus lençois.

tags:

30
Out 09
publicado por António de Almeida, às 09:37link do post | comentar | ver comentários (4)

 

   -Decidiram que é tempo de juntar forças, um por todos e todos contra Pedro Passos Coelho, apostando tudo na candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa, criando a tal vaga de fundo mencionada pelo Professor na sua homilia dominical. A estratégia começou pelo adiamento da inevitável saída de cena da actual líder, ganhando tempo para aparecer a tal solução de consenso que permita mudar algo no partido para que tudo fique na mesma, não aprenderam nada com as sucessivas derrotas que vão acumulando desde 1995. É perfeitamente claro que existe concertação nas posições de Paulo Rangel, José Luís Arnaut e Alexandre Relvas, o tal que classificam como  Mourinho de Cavaco Silva. Existem duas hipóteses, estão mandatados pelo próprio Marcelo, que já erá tomado uma decisão, aguardando pelo momento que considere estrategicamente mais oportuno, para então avançar aclamado por todos estes figurões, ou cometeram um erro crasso, uma eventual recusa ou recuo, com Marcelo nunca se sabe se Cristo desce à Terra enquanto saboreia uma vichyssoise, retira a possibilidade de êxito a qualquer outro candidato, que seria sempre visto como uma segunda escolha.

tags:

27
Out 09
publicado por António de Almeida, às 11:58link do post | comentar | ver comentários (7)

POIS É, JÁ HÁ MUITO TEMPO QUE SÓ SE TRANSMITE FOLCLORE TRANSMONTANO

   -Também existe quem não aprecie qualquer música, por sinal a que tem sido orquestrada na Marmeleira é muito fraquinha. Uma obra-prima requer bons solistas e um excelente maestro a dirigi-los. O PSD não teve uma coisa nem outra, é ler o Pedro Correia, para bom entendedor...

tags:

24
Out 09
publicado por António de Almeida, às 13:30link do post | comentar | ver comentários (5)

    -Preferia ver no Parlamento a discutir o Orçamento de Estado com o governo uma direcção do PSD viva, mas os zombies preferem não descer imediatamente à sepultura, estão politicamente mortos e não se conformam, agarrados à legitimidade e razão que julgam lhes assiste por um qualquer Direito que ninguém fora do partido percebe. A estratégia é simples, já aqui a descrevi, conseguir ganhar o tempo necessário para negociar nos bastidores os apoios necessários para Aguiar Branco ou Paulo Rangel avançarem em oposição a Pedro Passos Coelho, em nome da continuidade. No entanto o partido, e principalmente o país, necessitam desesperadamente que o PSD se liberte das sombras tutelares que sobre ele pairam há duas décadas, escolha um novo caminho, que terá de ser desbravado por pessoas descomprometidas com o actual estado comatoso.

tags:

22
Out 09
publicado por António de Almeida, às 22:42link do post | comentar | ver comentários (1)

   -Tenho lido por aí alguns sociais-democratas, certamente iluminados com a bênção da razão e detentores da verdade, afirmando não existir pensamento político em Pedro Passos Coelho, comparando de forma depreciativa o provável futuro líder a José Sócrates. Em simultâneo vão defendendo a legitimidade da actual liderança para continuar em funções, empurrando o PSD para um quadro surrealista que vai descredibilizando o partido perante os portugueses, protagonizar no parlamento uma oposição ostracizada. O objectivo salta à vista, ganhar tempo que permita negociar apoios de bastidores ao candidato da continuidade, que poderá ser Aguiar Branco ou Paulo Rangel. Mas falando em conteúdo e profundidade no pensamento político, assim de repente quando penso em Aguiar Branco, vice-presidente na actual direcção, apenas me ocorre a teoria da asfixia democrática ou a estratégia da verdade, já sobre Paulo Rangel lembro que nem se recordava se teria preenchido uma ficha de inscrição do CDS/PP, e até se levantaram dúvidas sobre o tempo de filiação no partido quando assumiu a liderança da bancada parlamentar.

tags:

mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


comentários recentes
comunismo=fascismo
Gostam de falar sobre os mamarrachos mas esquecem ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
A Censura anda muito activa nos comentários dos bl...
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
arquivos
links
Twingly BlogRank
subscrever feeds
blogs SAPO