La démocratie donne toute sa valeur possible à chaque homme, le socialisme fait de chaque homme un agent, un instrument, un chiffre. - Alexis de Tocqueville
17
Jan 10
publicado por António de Almeida, às 11:24link do post | comentar | ver comentários (10)

   -A candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República constitui uma precipitação do próprio, empurrado pelo núcleo duro dos seus apoiantes, mas fundamentalmente um equívoco, dos que anseiam por derrotar Cavaco Silva, imaginarem que o milhão de votos obtido pelo poeta nas últimas presidenciais o possa agora catapultar para uma onda de vitória, que manifestamente não existe. Desde logo no seu próprio partido, são várias as vozes que deixam transparecer insatisfação, ninguém esquece a postura do deputado rebelde na anterior legislatura, sempre com um pé dentro, outro fora do partido nas votações mais polémicas na A.R., mesmo que José Sócrates venha a estar colocado entre a espada e a parede, vários socialistas votarão no actual inquilino do palácio de Belém ou em alternativa irão optar pela abstenção. À esquerda o PCP não deixará de sentir algum incómodo pela proximidade ao B.E., partido que disputa o seu eleitorado. Julgo mesmo que esta foi uma boa notícia para o actual Presidente, que pode encarar com alguma tranquilidade a reeleição, pese embora não seja um mero plebiscito à sua popularidade, como aconteceu aos seus últimos antecessores.


12
Out 09
publicado por António de Almeida, às 13:01link do post | comentar | ver comentários (5)

   -Para falar do partido da verdade convém não deturpar os factos, começo por admitir que atingiu dois objectivos, conquistar a maioria das presidências de câmaras municipais e juntas de freguesia, e foi apenas isso que conseguiu enquanto partido. Onde a líder teve poder para impor candidaturas o PSD perdeu, Leiria, Figueira da Foz ou Lisboa, as vitórias esmagadoras em Gaia, Porto, Santarém ou Sintra, a conquista de Faro são mérito dos autarcas, cujo prestígio junto das populações ultrapassa em muito o de Manuela Ferreira Leite. Entre ganhos e perdas o PSD ficou sem 19 autarquias, julgo que todas elas sem coligação, perdeu cerca de 70 mandatos, onde não concorreu coligado desceu a votação em cerca de 250 mil votos. Percebi agora o alcance das palavras de MFL sobre a Madeira, onde o PSD-M obteve uma vitória albanesa, ganhando 11 em 11 câmaras e 49 em 54 juntas de freguesia, realmente por lá não existe falta de democracia nem asfixia, apenas costuma faltar o ar a quem tenta fazer voar um zeppelin. O pior cego nunca é aquele que não vê, mas o que não quer ver, Manuela Ferreira Leite tem inteira legitimidade para permanecer na liderança do PSD, mas politicamente está morta, cabe à própria e sua direcção decidirem, querem afundar mais o partido, ou incapazes de comandar o navio permitem que outros tomem o leme?


publicado por António de Almeida, às 12:27link do post | comentar | ver comentários (3)

  -O PS foi sem margem para dúvida um dos vencedores das eleições. É certo que perdeu as apostas Elisa Ferreira, que volta à gamela de Bruxelas e Ana Gomes, também ficou sem Faro e Espinho, mas ganhou duas capitais de Distrito, Leiria e Beja, para além de autarquias simbólicas como Barcelos, Castelo de Paiva, Figueira da Foz, Marinha Grande ou Tavira entre outras, no total entre perdas e ganhos o balanço foi favorável aos socialistas em 22. Também assinalável o crescimento em cerca de 150 mil votos e 70 mandatos. Destaque ainda para a conquista da maioria absoluta em Lisboa.


publicado por António de Almeida, às 11:46link do post | comentar

   -A CDU foi outro dos derrotados nas eleições de ontem, vitórias em Alpiarça, Alvito e Crato são manifestamente insuficientes para compensar a perda de Beja, Marinha Grande, Sines, Aljustrel, Viana do Alentejo, Vila Viçosa e Monforte. Os comunistas também recuaram cerca de 50 mil votos, o que deita por terra o tradicional argumento do reforço da votação na CDU. Apenas a península de Setúbal se mantém firme como último reduto desta força política, que igualou em número de autarquias o seu pior resultado histórico obtido em 2001, perdendo cerca de 25 mandatos na comparação com 2005.


publicado por António de Almeida, às 10:43link do post | comentar | ver comentários (6)

   -O CDS/PP obteve um fraco resultado nesta eleição, manteve a sua única autarquia, cresceu 5 mil votos comparativamente a 2005, mas apenas igualou o número de mandatos obtidos em lista própria, o que veio de alguma forma esvaziar o entusiasmo resultante das legislativas. É certo que contribuiu decisivamente para algumas vitórias em coligação com o PSD, mas na hora da vitória poucos foram os que relembraram tal facto, de Manuela Ferreira Leite nem uma palavra na hora de cantar vitória, até mesmo alguns autarcas eleitos parecem ter esquecido os companheiros de percurso. Para cúmulo o acordo de 80/20 parece hoje totalmente desajustado ao peso efectivo dos partidos, pelo que a sua revisão terá necessariamente de ser negociada, o interesse é mútuo, se é verdade por um lado que o CDS/PP não tem grande implantação autárquica, por outro sem coligação o PSD perderá um número considerável de importantes municípios. Não sendo justo falar em derrota, fica a sensação que o partido poderia e deveria ter ido mais além.


publicado por António de Almeida, às 09:25link do post | comentar | ver comentários (1)

   -O BE falhou completamente os seus objectivos nas eleições autárquicas, pretendia eleger vereadores em Lisboa e Porto e não conseguiu, cresceu pouco mais de 8 mil votos para pouco mais de 167 mil, quando tinha obtido 382 mil nas Europeias e 558 mil nas legislativas, aumentando o número de mandatos em apenas 2, passando de 7 para 9.


11
Out 09
publicado por António de Almeida, às 12:01link do post | comentar | ver comentários (1)

    -Várias pessoas estarão hoje impedidas de eleger a sua Assembleia de Freguesia, mas podem contribuir para a eleição do Presidente da Junta de Freguesia vizinha. Acontece graças a um erro no cartão do cidadão, o que contribuirá certamente para a abstenção, e até poderá falsear algum resultado em situações de quase empate, que por vezes ocorrem. O programa simplex não era uma das bandeiras do governo?


07
Out 09
publicado por António de Almeida, às 21:12link do post | comentar | ver comentários (1)

   -O PSD elegeu 3 dos 4 deputados nos círculos da emigração, o 4º foi para o PS. Com este resultado confirma-se a impossibilidade de maioria entre socialistas e qualquer dos partidos à sua esquerda, terá de ser obtida com ambos, o que é sempre mais difícil face à rivalidade entre bloquistas e comunistas. O Presidente da República começa amanhã a ouvir formalmente os partidos políticos com representação parlamentar, e naturalmente indigitará José Sócrates como Primeiro-Ministro. Não se confirmam as patuscas e delirantes teorias conspirativas que foram inventadas na blogosfera após a comunicação ao país de Cavaco Silva, por alguns apoiantes mais entusiasmados do PS, o que se compreende, viviam um período de ressaca, afinal tinham passado apenas dois dias da vitória eleitoral.


28
Set 09
publicado por António de Almeida, às 11:24link do post | comentar | ver comentários (6)

   -O partidos à esquerda do PS foram lestos a cantar vitória, para eles o resultado é simples, os eleitores penalizaram o Partido Socialista por atraiçoar sistematicamente os votantes de esquerda, governando depois com políticas de Direita. Tal argumento para além de ridículo, a ser verdadeiro não se compreenderia porque razão os portugueses sociologicamente de esquerda na sua maioria, continuam a votar no PS, é falso porque o país não resvalou à esquerda, como algumas vozes nos pretendem fazer acreditar. A tal maioria de esquerda várias vezes evocada por BE e PCP, que era de 3370308 votos em 2005, com 142 deputados, baixou para 3071948 votos e 127 deputados. Por seu lado os partidos de Direita que tinham 2054845 e 84 deputados, subiram para 2238161 votos e 99 deputados. O país está hoje um pouco menos inclinado à esquerda, ainda assim demasiado para que se possa desenvolver, o chamado centrão recuou claramente, mas calculo que não será exactamente esta a leitura de resultados que vamos assistir ao longo do dia.


publicado por António de Almeida, às 00:39link do post | comentar | ver comentários (2)

   -Os portugueses votaram, há que respeitar o resultado, no entanto considero negativa para o país a vitória do PS, e consequente continuidade do engº Sócrates à frente do governo, do mal o menos, felizmente perderam a maioria absoluta. Derrota estrondosa do PSD que falhou totalmente o objectivo, a política de verdade com purgas e exclusões, agravada pela presença nas listas de personalidades a contas com a Justiça, o discurso da asfixia, só poderiam trazer um resultado negativo. O CDS/PP foi o vencedor do dia, ficou em 3º lugar à frente do BE, elegendo 21 deputados contra todas as expectativas. O BE também cresceu, mas aquém das previsões, os 16 deputados que elegeu são insuficientes para influenciar ou condicionar o governo. Por último a CDU teve o menor crescimento, apenas 1 deputado, de 14 para 15.


26
Set 09
publicado por António de Almeida, às 12:43link do post | comentar | ver comentários (11)

   -Ao longo dos anos adquiri o hábito de votar PSD, mesmo sem grande convicção, pelo menos desde 1991, à excepção de 2002, entusiasmado pela promessa do choque fiscal, o que me levou a deixar de votar no PSD até hoje, devido ao seu incumprimento. Farto de socialismo, tinha prometido a mim mesmo terminar a birra voltar a colocar a cruzinha no lugar habitual, mas Paulo Rangel na campanha das eleições europeias afirmou-se europeísta convicto, sendo eu céptico em matéria de integração europeia, contrário à normalização burocrática que descaracteriza a identidade nacional, farto de regras e regulamentos que servem de base ao fundamentalismo da ASAE, fui obrigado a procurar outras paragens. Após a vitória nas eleições europeias o PSD mostrou ser possível derrotar o PS nas urnas, e naturalmente teria o meu contributo. Mas eis que surgem as famigeradas listas de candidatos, a exclusão de Pedro Passos Coelho e Miguel Relvas, a par da inclusão de António Preto e Helena Lopes da Costa, representam um obstáculo intransponível à minha consciência, e mais uma vez ficará adiado o voto neste partido. Não quero no entanto perder de vista um objectivo que me parece demasiado importante para o país, é fundamental derrotar José Sócrates, razão pela qual entendo que o meu voto deverá ter utilidade. Estou recenseado no Distrito de Setúbal, onde apenas os partidos com representação parlamentar podem aspirar a eleger deputados, circunstância que justifica o meu voto no CDS/PP. Faço votos para que mais partidos consigam eleger deputados, pulverizando o nosso sistema político, que o PS perca no mínimo a maioria absoluta, de preferência que até perca mesmo a eleição. Escolhi hoje Sábado para escrever a minha declaração de voto, por ser dia de reflexão, uma bizarria inútil, mas por enquanto e felizmente, os blogues ainda estão fora da alçada da ERC, CNE ou qualquer outra entidade.


24
Set 09
publicado por António de Almeida, às 17:51link do post | comentar | ver comentários (1)

   -Será que os portugueses querem mesmo mais quatro anos disto?


17
Set 09
publicado por António de Almeida, às 21:03link do post | comentar | ver comentários (4)

   -Portugal é neste momento um país a caminho do abismo económico e social. Se o resultado eleitoral confirmar a previsão hoje divulgada, os portugueses optam por dar um passo em frente.


13
Set 09
publicado por António de Almeida, às 00:33link do post | comentar | ver comentários (2)

   -Uma desilusão o debate entre José Sócrates e Manuela Ferreira Leite, tenho dúvidas que alguém tenha ficado hoje convencido a votar num destes candidatos a primeiro-ministro, para lá dos apoiantes que já estavam convencidos, cada um reclamando vitória sobre o adversário. Os vencedores terão mesmo sido os ausentes Paulo Portas, Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã, que estarão mais à vontade para rebater o drama do apelo ao voto útil, que está a ser utilizado pelos principais partidos, de forma mais acentuada pelo PS.


11
Set 09
publicado por António de Almeida, às 12:32link do post | comentar | ver comentários (5)

   -Totalmente descredibilizadas após as eleições europeias, as sondagens são hoje olhadas com desconfiança, não ficando livres até de suspeitas de manipulação. A Universidade Católica divulga hoje um estudo que coloca PS e PSD tecnicamente empatados, com ligeira vantagem para os socialistas, BE no terceiro lugar, à frente da CDU, CDS/PP normalmente subavaliado, em 5º lugar com 6%. Vale o que vale, nesta altura pouco mais que zero, não me levem a mal os autores destes estudos, mas são eles quem tem agora de provar serem merecedores da nossa confiança. Fica a curiosidade e pouco mais.


23
Jun 09
publicado por António de Almeida, às 17:36link do post | comentar | ver comentários (13)

   -Os diferentes partidos consideram os portugueses tão estúpidos, ao ponto de serem incapazes de votar em simultâneo para eleições locais e nacionais? A julgar pela forma como frequentemente esquecem os compromissos que assumem com os eleitores, a resposta muito provavelmente será afirmativa.


17
Jun 09
publicado por António de Almeida, às 18:28link do post | comentar | ver comentários (3)

   -Acreditando em José Sócrates, que o futuro governo terá inteira liberdade para decidir a questão do TGV, e também uma legitimidade reforçada pelo resultado das legislativas, o próximo acto eleitoral será de capital importância para o futuro imediato, mas também a longo prazo para os portugueses. Já sabemos o que acontecerá em caso de renovação da maioria socialista, falta agora ouvirmos as propostas da oposição sobre a matéria, sem subterfúgios nem tácticas eleitorais. Um lembrete em particular ao PSD, partido que me levou a votar entusiasmado no ano de 2002 com a promessa do choque fiscal, mas ao qual recusei o voto em 2005, como factura pela promessa não cumprida.


08
Jun 09
publicado por António de Almeida, às 00:08link do post | comentar | ver comentários (3)

    -Caíram hoje vários mitos, o primeiro desde logo o mito da invencibilidade do PS liderado pelo engº José Sócrates, que sofreu uma pesada derrota. Em toda a U.E. o conjunto dos partidos europeístas recuou, o que significa que os cidadãos não querem continuar a ser enganados pelos directórios cartelizados em Bruxelas. Em Portugal o PSD mostrou que pode ser considerado alternativa de governo, o BE e PCP juntos ultrapassam 20 por cento, capitalizando algum voto de protesto à custa dos socialistas, enquanto o CDS segurou os dois deputados, contrariando todas as sondagens. Em plena crise internacional, com vários governantes a falarem em reforço do investimento público, Portugal incluído, fazendo apelo a um discurso neokeynesiano, os eleitores optaram por uma viragem à Direita, o que não deixa de ser assinalável.


04
Jun 09
publicado por António de Almeida, às 23:18link do post | comentar | ver comentários (8)

    -As eleições europeias irão certamente constituir um duro revés para Vital Moreira, Ana Gomes e todos quantos anseiam por uma maioria de esquerda no Parlamento europeu. Os resultados na Holanda serão os primeiros de vários que se seguirão. Mesmo em Portugal, por maior dramatismo que José Sócrates coloque na campanha, uma descida do PS se compararmos com os 45% de 2004, será inevitável, e muito provavelmente o princípio do fim da maioria absoluta.


publicado por António de Almeida, às 14:28link do post | comentar | ver comentários (3)

   -O BPN seria o Banco do PSD como diria Vital Moreira. No entanto passaram pela Efisa, a instituição financeira que funciona como braço de investimento do BPN,  alguns destacados socialistas. E certamente muitas outras pessoas cuja seriedade não pode ser posta em causa, mas é Vital Moreira, acompanhado por alguns caceteiros do PS, quem tem lançado suspeitas generalizadas. Eu prefiro que a Justiça apure os factos.


mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


comentários recentes
comunismo=fascismo
Gostam de falar sobre os mamarrachos mas esquecem ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
A Censura anda muito activa nos comentários dos bl...
Posts mais comentados
11 comentários
10 comentários
8 comentários
pesquisar neste blog
 
arquivos
links
Twingly BlogRank
blogs SAPO